15 de setembro de 2009

DOAÇÃO VERDADEIRA


Antônio por detrás do balcão olhava a rua de forma distraída.

Uma garotinha se aproximou da loja e amassou o narizinho contra o vidro da vitrine.

Os olhos da cor do céu brilhavam quando viu um determinado objeto.

Entrou na loja e pediu para ver o colar de turquesa azul.

- É para minha irmã.

Pode fazer um pacote bem bonito? Diz ela.

O dono da loja olhou desconfiado para a garotinha e lhe perguntou:

- Quanto de dinheiro você tem?Sem hesitar, ela tirou do bolso da saia um lenço todo amarradinho e foi desfazendo os nós.

Colocou-o sobre o balcão e feliz, disse:

- Isso dá?Eram apenas algumas moedas que ela exibia orgulhosa.

- Sabe, quero dar este presente para minha irmã mais velha.

Desde que morreu nossa mãe ela cuida da gente e não temtempo para ela.

É aniversário dela e tenho certeza que ficará feliz com o colar que é da cor de seus olhos.

O homem foi para o interior da loja, e começou chorar lembrou-se da sua mãe.

Colocou o colar em um estojo, embrulhou com um vistoso papel vermelho e fez um laço caprichado com uma fita verde.

- Tome, disse para a garota.

Leve com cuidado.

Ela saiu feliz saltitando pela rua abaixo.

Ainda não acabara o dia quando uma linda jovem de cabelos loiros e maravilhosos olhos azuis adentrou a loja.

Colocou sobre o balcão o já conhecido embrulho desfeito e indagou:

- Este colar foi comprado aqui?

- Sim senhora.- E quanto custou?

- Ah, falou o dono da loja.

O preço de qualquer produto da minha loja é sempre um assunto confidencial entre o vendedor e o cliente.A moça continuou:

- Mas minha irmã tinha somente algumas moedas! O colar é verdadeiro, não é?Ela não teria dinheiro para pagá-lo!

O homem tomou o estojo, refez o embrulho com extremo carinho, colocou a fita e o devolveu à jovem

.- Ela pagou o preço mais alto que qualquer pessoa pode pagar, como minha falecida mãe me ensinou ELA DEU TUDO O QUE TINHA.

O silêncio encheu a pequena loja e duas lágrimas rolaram pela face emocionada da jovem enquanto suas mãos tomavam opequeno embrulho.

"Verdadeira doação é dar-se por inteiro, sem restrições.Gratidão de quem ama não coloca limites para os gestos de ternura.

Seja sempre grato, mas não espere pelo reconhecimento de ninguém.

Gratidão com amor não apenas aquece quem recebe, como reconforta quem oferece."

Doar-se é dar-se por inteiro, é dizer sim a Deus, é uma gratidão que não coloca limites, é ser grato mas não esperar
reconhecimento de ninguém.
Gratidão com amor não apenas aquece quem recebe, mas reconforta quem oferece.

Pd.Marcelo Rossi

8 comentários:

ABOBORINHA MADURA disse...

Olá Teresa

Já conhecia este texto maravilhoso. Acredito que existam pessoas assim. Por vezes fico mais confortada com uma palavra amiga, um olhar de cumplicidade, do que receber algo material.
Uma boa semana
Beijinhos
Helena

Elizabeth disse...

Olá Teresa,
Bom dia! Lindo texto.
Um abraço.

mamanluisa disse...

ciao teresa, sto cercando di tradurre il testo per capire.....
un abbraccio

Serafina

Gislene disse...

LINDO,LINDO
BEIJOS
GISLENE.

Vovó Cota Trabalhos Manuais disse...

Olá Teresa....adorei a visita e já entrei como seguidora do seu blog...
O meu tá começando...to adorando fazer, pq crochê e ponto cruz são coisas que amo de paixão e com o incentivo dos amigos resolvi montar esse blog.
Pode contar que estarei sempre por aqui pra ver suas novidades.
Beijocas. Josi Giraldi.

Lilian Janine disse...

Teresa, obrigada!
Você sempre tem palavras carinhosas!
Bom restinho de semana!

Mónica Costa disse...

Há um desafio para ti no meu blog.
Vai até lá dar uma espreitadela.

Beijinho da Mónica

Artes da Marga disse...

Oi Teresa!
Linda a mensagem do colar. O Pe. Marcelo é um gênio agraciado por DEus. Seu blog é lindo e me acalma. Passa no meu e veja a homenagem que fiz a um amigo querido.
Bj
Margarida

Energia

OBRIGADA

verão

VOLTEM SEMPRE